segunda-feira, 6 de maio de 2013

Interpretação de texto


O HOMEM E A GALINHA

Era uma vez um homem que tinha uma galinha. Era uma galinha como as outras.
Um dia a galinha botou um ovo de ouro. O homem ficou contente. Chamou a mulher:
- Olha o ovo que a galinha botou.
A mulher ficou contente:
- Vamos ficar ricos!
E a mulher começou a tratar bem da galinha. Todos os dias a mulher dava mingau para a galinha. Dava pão-de-ló, dava até sorvete. E todos os dias a galinha botava um ovo de ouro. Então o marido disse:
- Pra que esse luxo com a galinha? Nunca vi galinha comer pão-de-ló... Muito menos tomar sorvete!
- É, mas esta é diferente! Ela bota ovos de ouro!
O marido não quis conversa:
- Acaba com isso mulher. Galinha come é farelo.
Aí a mulher disse:
- E se ela não botar mais ovos de ouro?
- Bota sim - o marido respondeu.
A mulher todos os dias dava farelo à galinha. E a galinha botava um ovo de ouro. Então o marido disse:
- Farelo está muito caro, mulher, um dinheirão! A galinha pode muito bem comer milho.
- E se ela não botar mais ovos de ouro?
- Bota sim - o marido respondeu.
Aí a mulher começou a dar milho pra galinha. E todos os dias a galinha botava um ovo de ouro. Então o marido disse:
- Pra que esse luxo de dar milho pra galinha? Ela que procure o de-comer no quintal!
- E se ela não botar mais ovos de ouro? - a mulher perguntou.
- Bota sim - o marido falou.
E a mulher soltou a galinha no quintal. Ela catava sozinha a comida dela. Todos os dias a galinha botava um ovo de ouro. Uma dia a galinha encontrou o portão aberto. Foi embora e não voltou mais.
Dizem, que ela agora está numa boa casa onde tratam dela a pão-de-ló.

                                                                                                            Ruth Rocha




1) O texto recebe o título de O  homem e a galinha.  Por que a história recebe esse título? 
a) Porque eles são os personagens principais da história narrada.
b) Porque eles representam, respectivamente, o bem e o mal na história.
c) Porque são os narradores da história.
d) Porque ambos são personagens famosos de outras histórias.
e) Porque representam a oposição homem-animal.

2) Qual das afirmativas a seguir não é correta em relação ao homem da fábula? 
a) É um personagem preocupado com o corte de gastos.
b) Mostra ingratidão em relação à galinha.
c) Demonstra não ouvir as opiniões dos outros.
d) Identifica-se como autoritário em relação à mulher
e) Revela sua maldade nos maus-tratos em relação à galinha.

3) Qual das características a seguir pode ser atribuída à galinha? 
a) avareza
b) conformismo
c) ingratidão
d) revolta
e) hipocrisia

4) Era uma vez um homem que tinha uma  galinha. De que outro modo poderia ser dita a frase destacada?
a) Era uma vez uma galinha, que vivia com um homem.
b) Era uma vez um homem criador de galinhas.
c) Era uma vez um proprietário de uma galinha.
d) Era uma vez uma galinha que tinha uma propriedade.
e) Certa vez um homem criava uma galinha.

5) Era uma vez é uma expressão que indica tempo
a) bem localizado
b) determinado
c) preciso
d) indefinido
e) bem antigo

6) A segunda frase do texto diz ao leitor que a galinha era uma galinha como as outras. Qual o significado dessa frase? 
a) A frase tenta enganar o leitor, dizendo algo que não é verdadeiro.
b) A frase mostra que era normal que as galinhas botassem ovos de ouro.
c) A frase indica que ela ainda não havia colocado ovos de ouro.
d) A frase mostra que essa história é de conteúdo fantástico.
e) A frase demonstra que o narrador nada conhecia de galinha.

7) O que faz a galinha ser diferente das demais? 
a) Botar ovos todos os dias independentemente do que cofnia.
b) Oferecer diariamente ovos a seu patrão avarento.
c) Pôr ovos de ouro antes da época própria.
d) Botar ovos de ouro a partir de um dia determinado.
e) Ser bondosa, apesar de sofrer injustiças.

8) O homem ficou contente. O conteúdo dessa frase indica um (a): 
a) causa
b) modo
c) explicação
d) conseqüência
e) comparação

9) A presença de travessões no texto indica: 
a) a admiração da mulher
b) a surpresa do homem
c) a fala dos personagens
d) a autoridade do homem
e) a fala do narrador da história

10) Que elementos demonstram que a galinha passou  a receber um bom tratamento, após botar o primeiro ovo de ouro? 
a) pão-de-ló / mingau / sorvete
b) milho / farelo / sorvete
c) mingau / sorvete / milho
d) sorvete / farelo / pão-de-ló
e) farelo / mingau / sorvete

11) Dizem, eu não sei... Quem é o responsável por essas palavras? 
a) o homem
b) a galinha
c) o narrador
d) a mulher
e) o ovo
 João Donizete






Uma história eu vou contar

            Já fui cabo de vassoura. Sou cavalo-de-pau. Estive quase a ser lenha. Ou lixo, que ainda é mais triste. Sem falar no meu passado mais antigo, de quando fui árvore.
            Vida incerta é a de madeira, explorada e escravizada pelo bicho homem. Onde estivermos nós, subindo em árvore, com tronco, folha e ramos vários, lá chega o homem.
             E quando o homem chega, quase sempre “dá galho...” Feliz é a planta ou árvore carregada de frutos ou flores. Em geral é poupada, embora roubada nas flores e frutos... Mas, nos outros casos, machado e fogo nos perseguem... E nada podemos fazer.
O bicho homem, que se intitula, vaidoso, de “homo sapiens”, palavras de uma língua esquecida, cuja tradução é “cara sabido”, é orgulhoso, convencido e, muitas vezes, cruel.
            Mas tem realmente, uma força contra a qual nada podemos. Até hoje não entendi bem esse estranho poder desse bicho terrível.
            Orígenes Lessa



1. Qual é a opinião do cabo de vassoura a respeito do homem?

2. O que o narrador-personagem já foi? E o que ele é agora?

3. Qual é a opinião do autor sobre a vida de madeira?

4. Qual é a opinião do narrador sobre o homem?

5. O que você diria para defender o homem de tudo o que o cabo de vassoura falou a seu respeito?

6. Os personagens que aparecem no texto são:
(   ) um cavalo-de-pau                         (   ) uma flor
(   ) o homem                                                    (   ) um animal da floresta
(   ) um menino                                     (   ) uma lata de lixo


7. Quem conta a história é:
(   ) narrador-personagem ( conta a história e faz parte dela)
(   ) narrador-observador ( conta a história e não participa dela) 

8. Este texto é narrado segundo a opinião do:
(    ) homem                               (   ) do cavalo-de-pau.


9. Marque a alternativa que contém o mesmo significado da frase em destaque;

E quando o homem chega, quase sempre “dá galho”...
(   ) com a vinda do homem, quase sempre é chato.
(   ) com a chegada do homem, quase sempre dá problema.
(   ) com o aparecimento do homem, quase sempre vem boas novas.

10. Marque x na alternativa que destaca o antônimo (contrário) das palavras destacadas:
A)   Vida certa é a de madeira.
(   ) falsa                                      (   ) incerta                            (   ) correta

B)   O bicho homem é humilde e, muitas vezes, bondoso.
(   ) malvado                             (   ) caridoso                           (   ) esperto

C)   E quando o homem chega quase sempre dá galho.
(   ) todas as vezes                    (   ) nunca                             (   ) de vez em quando

  •  Imagine que você é uma árvore. O que faria para não virar lenha?

    Pense a respeito e escreva um pequeno texto falando sobre o assunto.

Márcia Alexandra







O CONSELHEIRO

CONTAM QUE UM CERTO LAVRADOR POSSUÍA UM BURRO QUE O REPOUSO ENGORDARA E UM BOI QUE O TRABALHO ABATERA.
UM DIA, O BOI QUEIXOU-SE AO BURRO E PERGUNTOU-LHE:
”NÃO TERÁS Ó IRMÃO, ALGUM CONSELHO QUE ME SALVE DESTA DURA LABUTA?”
O BURRO RESPONDEU: “FINGE-TE DE DOENTE E NÃO COMAS TUA RAÇÃO. VENDO-TE ASSIM, NOSSO AMO NÃO TE LEVARÁ PARA LAVRAR O CAMPO E TU DESCANSARÁS”.
DIZEM QUE O LAVRADOR ENTENDIA A LINGUAGEM DOS ANIMAIS, E COMPREENDEU O DIÁLOGO ENTRE O BURRO E O BOI.
NA MANHÃ SEGUINTE, VIU QUE O BOI NÃO COMERA A SUA RAÇÃO: DEIXOU-O E LEVOU O BURRO EM SEU LUGAR. O BURRO FOI OBRIGADO A PUXAR O ARADO O DIA TODO, E QUASE MORREU DE CANSAÇO. E LAMENTOU O CONSELHO QUE DERA AO BOI.
QUANDO VOLTOU À NOITE PERGUNTOU-LHE O BOI:
 - COMO VAI, QUERIDO IRMÃO?
 - VOU MUITO BEM, RESPONDEU O BURRO. MAS OUVI ALGO QUE ME FEZ ESTREMECER POR TUA CAUSA. OUVI NOSSO AMO DIZER: “ SE O BOI CONTINUAR DOENTE, DEVEREMOS MATÁ-LO PARA NÃO PERDERMOS SUA CARNE”. MINHA OPINIÃO É QUE TU COMAS TUA RAÇÃO E VOLTES PARA TUA TAREFA A FIM DE EVITAR TAMANHO INFORTÚNIO”.
O BOI CONCORDOU, E DEVOROU IMEDIATAMENTE TODA A SUA RAÇÃO. O LAVRADOR ESTAVA OUVINDO, E RIU.



ESTUDO DO TEXTO


1. O CONSELHEIRO DE QUE FALA O TÍTULO DO TEXTO É:
A) O BOI;                                              B) O BURRO;                                                C) O LAVRADOR.


2. DE QUEM PARTIU A INICIATIVA, ISTO É, O DESEJO DO CONSELHO: DO BOI OU DO BURRO? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA BASEANDO-SE NO TEXTO:


3. POR QUE O BOI FOI PEDIR CONSELHO AO BURRO?


4. O CONSELHO DADO PELO BURRO TEVE ALGUM EFEITO? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA, COM PALAVRAS DO TEXTO:


5. FOI BOM PARA O BURRO TER DADO O CONSELHO AO BOI? POR QUÊ?


6. O BURRO FICOU PREJUDICADO PELO CONSELHO QUE DEU AO BOI. COMO CONSEGUIU SAFAR-SE DA NOVA SITUAÇÃO?



7. A QUALIDADE DO BURRO QUE MAIS SE DESTACA NA HISTÓRIA É:
A) A ESPERTEZA;                                B) A MALDADE;                                            C) A PREGUIÇA;


8. A CARACTERÍSTICA DOLAVRADOR QUE MAIS CHAMA A ATENÇÃO É:
A) A PACIÊNCIA                                     B) A COMPREENSÃO;                              C) A ESPERTEZA


9 – ASSINALE A ALTERNATIVA QUE MELHOR SE RELACIONA COM O TEXTO:
A) O BOI É UM ANIMAL PREGUIÇOSO;
B) O BURRO É UM ANIMAL BEM BURRO MESMO;
C) O BURRO É UM ANIMAL ESPERTO;


10. ESSE TEXTO PERTENCE AO TIPO DE HISTÓRIA COM O GÊNERO FÁBULA POR QUE:
A) É UMA HISTÓRIA IMAGINÁRIA CUJAS PERSONAGENS SÃO ANIMAIS QUE CONVERSAM, E ATRÁS DA HISTÓRIA ESCONDE UM ENSINAMENTO.
B) É UMA HISTÓRIA MUITO BACANA, BEM INTERESSANTE, O QUE CARACTERIZA UMA FÁBULA.
C) É UMA HISTÓRIA INVENTADA


11. EM “ POSSUÍA UM BURRO QUE O REPOUSO ENGORDARA”, A PALAVRA EM DESTAQUE SIGNIFICA:
A) PREGUIÇA;                                B) FALTA DE TRABALHO                        C) POUCO TRABALHO


12. EM: “O NOSSO AMO NÃO TE LEVARÁ PARA LAVRAR”, A EXPRESSÃO SUBLINHADA SIGNIFICA:
A) QUE O BOI E O BURRO SE AMAVAM COMO IRMÃO;
B) PATRÃO, DONO;
C) QUE O DONO GOSTAVA DOS DOIS ANIMAIS;


13. NO TRECHO: “NÃO TE LEVARÁ PARA LAVRAR O CAMPO”. A PALAVRA EM DESTAQUE LAVRAR É O MESMO QUE:
A) PLANTAR                                                B) LAVAR                                                      C) CLAREAR


14. NA FALA: “NÃO TERÁS, Ó IRMÃO, ALGUM CONSELHO QUE ME SALVE DESTA DURA LABUTA?”, A EXPRESSÃO GRIFADA SIGNIFICA:
A) CONSELHO                                                B) FOLGA                                               C) TRABALHO


15. ILUSTRE O TEXTO:

MÁRCIA ALEXANDRA